O programa de promoção do símbolo RUP

A União Europeia cofinanciará, juntamente com o consórcio formado pelas organizações que representam as produções europeias de banana, entre 2017 e 2020, um programa de promoção do símbolo RUP* (*Regiões Ultraperiféricas). Um símbolo que valoriza os produtos provenientes das regiões ultraperiféricas, nove territórios afastados do continente, mas que sãoparte integrante dos países da UE a que pertencem.

Este Símbolo garante a qualidade dos produtos da agricultura das RUP, da sua pesca e da sua pecuária, que respeitam as nomas europeias Valorizando a qualidade europeia dos produtos, esta iniciativa procura sensibilizar os consumidores para a preferência dos produtos europeus, num mercado altamente competitivo.

UMA MARCA DE QUALIDADE

O Amarelo do sol, o azul do céu e do mar e o verde das culturas agrícolas… Através destas cores, o símbolo RUP certifica a qualidade dos produtos procedentes das regiões ultraperiféricas. A regulamentação europeia assegura aos consumidores a aplicação dos métodos de cultivo que respeitam os mais elevados padrões de qualidade das normas europeias, que são das mais exigentes a nível mundial.

Do ananás dos Açores às bananas das terras vulcânicas da Martinica, da Madeira ou das Canárias, o símbolo distingue produtos com sabores únicos e garante, que cumprem as normas de rastreabilidade, permitindo acompanhar o produto desde a terra até ao consumidor. É também sinónimo de respeito pelo meio ambiente e de proteção da biodiversidade, graças aos métodos sustentáveis aplicados em todas as etapas da produção e do transporte. Por fim, garante que todos os intervenientes na cadeia de produção beneficiaram de boas condições de trabalho, respeitando os direitos socias e laborais comunitários.

Produtos da agricultura,da pesca ou da pecuária

As regiões ultraperiféricas cultivam numerosos produtos consumidos no continente europeu: bananas (Canárias, Madeira, Guadalupe, Martinica), melão (Guadalupe e Reunião), açúcar (Reunião), tomate e cana-de-açúcar (Canárias), uva e Maracujá(Madeira), etc. Estes territórios realizam igualmente atividades piscatórias e pecuárias, para a produção de leite e carne. Entre os produtos agrícolas das RUP mais consumidos nos países da União Europeia está a banana, que é uma das mais importantes culturas dessas regiões.

As 9 regiões ultraperiféricas

As regiões ultraperiféricas da Europa são constituídas por nove territórios : Martinica, Guadalupe, Saint-Martin, Guiana, Reunião e Mayotte, pertencentes à França; os Açores e a Madeira, pertencentes a Portugal; e as Canárias, pertencentes a Espanha. A sua população total ascende a 4,5 milhões de habitantes e o seu PIB é de 66% da média da União Europeia. Estas regiões representam uma grande parte do território marítimo da União Europeia e 80% da sua biodiversidade.

Os protagonistas

O programa foi lançado conjuntamente pela UE e por um consórcio formado pelas organizações que representam as produções europeias de banana

A UNIÃO EUROPEIA

De acordo com o Tratado de Amesterdão de 2009, a União Europeia comprometeu-se a tomar em consideração as especificidades das regiões ultraperiféricas e a necessidade de adaptar as suas políticas às suas particularidades territoriais. A sua legislação é aplicada plenamente nesses territórios. A União Europeia é responsável por 80% do financiamento do programa de promoção do símbolo RUP.

O CONSÓRCIO DA BANANA EUROPEIA

Os restantes 20% do financiamento do programa são assumidos por um consórcio composto por três organizações de produtores que representam o sector da banana europeia.

  • A UGPBAN é uma união de cooperativas que reúne 650 produtores de Guadalupe e Martinica, que produzem 270 000 toneladas de bananas por ano.
  • A ASPROCAN reúne 6 cooperativas e 9000 produtores das Canárias que produzem 400 000 toneladas de bananas por ano.
  • A GESBA representa, por seu lado, os 2800 produtores da ilha da Madeira que produzem uma média de 20 000 toneladas de bananas por ano.

Uma campanha que atravessa os mares

Atuando como porta-estandarte das regiões ultraperiféricas, um navio histórico navega através da Europa para dar a conhecer o símbolo RUP aos consumidores. O Marité efetuará 18 escalas, nas principais cidades portuárias de Espanha, Portugal, França, Bélgica, Alemanha e Polónia, entre 2017 e 2020. Cada uma das escalas do Marité será celebrada com um evento durante o qual as crianças das escolas da localidade serão convidadas a subir a bordo. Entregarão ao capitão do Marité, como testemunho da sua passagem pelo barco, uma peça de uma escultura, que tomará forma à medida que as escalas se forem sucedendo. Será realizada uma exposição fotográfica sobre o símbolo RUP e as práticas agrícolas das regiões ultraperiféricas. Esta exposição será apresentada nas capitais dos países que receberão o Marité nesta grande aventura.


Alicante : 27-30 abril
Porto : 9-13 maio
Nantes : 22-26 maio
Gdynia : 16-20 setembro
Bruxelas : 9-14 outubro

Uma campanha que atravessa os mares

Atuando como porta-estandarte das regiões ultraperiféricas, um navio histórico navega através da Europa para divulgar o símbolo RUP entre os consumidores. O Marité efetuará 18 escalas em Espanha, em Portugal, em França, na Bélgica, na Alemanha e na Polónia entre 2017 e 2020. Cada uma das escalas do Marité será celebrada com um evento durante o qual as crianças das escolas da localidade serão convidadas a subir a bordo. Entregarão então ao capitão do Marité, como testemunho da sua passagem pelo barco, uma peça de uma escultura, que tomará forma à medida que as escalas se forem sucedendo. Será realizada uma exposição fotográfica sobre o símbolo RUP e as práticas agrícolas das regiões ultraperiféricas. Esta exposição será apresentada nas capitais dos países que receberão as escalas do Marité nesta viagem.


Alicante : 26-30 abril
Porto : 8-13 maio
Nantes : 21-26 maio
Gdynia : 15-20 setembro
Bruxelas : 9-14 outubro